afro
afro

Ele Semog


Vive em São Paulo. Autor, com José Carlos
Limeira, de O Arco-Îris Negro, 1978.


ESTÓRIAS SOBRE
NEGROS III

Sois da mesma
Sorte
Que os outros.
Tendes as mesmas
Mãos calejadas
De tanto polir
A terra,


E a angústia, velha
Saudade do seio
Distante
Sim NEGRO
Sois a ferida
Incurável
Da América.

PONTO HISTÓRICO

Não é que eu
Seja racista...
Mas existem certas
Coisas
Que só os NEGROS
Entendem.
Existe um tipo de amor
Que só os NEGROS
Possuem,
Existe uma marca no
Peito
Que só nos NEGROS
Se vê,
Existe um sol
Cansativo
Que só os NEGROS
Resistem.

Não é que eu
Seja racista...
Mas existe uma
História
Que só os NEGROS
Sabem contar
... Que poucos podem
Entender.

NOTÍCIAS

Tem negros passando
Nas ruas
E samba no fundo
Do quintal
Ave livre no ar
Tem casas com portas abertas
Lençol branco no varal
Crianças empinando pipa
E moças passando a ferro
Velhas acendendo velas
E cheiro de defumador.
Tem céu estrelado todas as noites
E lavoura bem dividida
Tem escola e capoeira
Tem tantos sonhos na vida
Daquela gente primeira.

Tem negros contando histórias
Que o tempo não pode perder
Tem flores por todo lado
Portas e janelas abertas
Tem rei e tem guerreiros
Unidos na vila inteira
Tem casas com portas abertas.
Palmares veia viva
Palmares que tanto sonho
Palmares, Palmares, meu amor
De portas e janelas abertas.

De O Arco-Íris Negro, São Paulo, 1978

Uma iniciativa

mangotree

Preservando e propagando a
Cultura Afro Brasileira
incentivando e promovendo seus artistas.


INÍCIO
Procurando por livros e/ou CDs de artistas Afro-Brasileiros?
Tente o Amazon.com. Dica: escreva Afro Brazil ou
o nome do autor ou artista no campo "keywords".

Search: Enter keywords...

Amazon.com logo

copyright © 1995-2006 by
Brazilianmusic.com
All rights reserved